Organização De Bibliotecas Espíritas

Toda Biblioteca merece ser organizada!

TODA BIBLIOTECA, POR MENOR QUE SEJA, MERECE SER ORGANIZADA

O exemplo de uma biblioteca espírita que, depois de semeada, floresce e prevê bons frutos.

Por Caio Delfino e Rafael Vieira

Desde o advento da escrita, o homem reúne seus registros de forma organizada, criando assim sistemas de memória que se desdobraram nos variados tipos de unidades de informação. A biblioteca, em especial, é um destes sistemas. A partir de sua concepção foi possível armazenar, organizar e disseminar o conhecimento adquirido pela raça humana.

Se outrora a função da biblioteca foi a de guarda de documentos, hoje, temos a necessidade prover acesso a informação, uma vez que, este elemento tem o potencial latente de transformar indivíduos e suas comunidades. Desse modo, a biblioteca configura-se como equipamento necessário a promoção da educação, igualdade e cultura, moldando-se às necessidades daqueles em dado contexto onde está inserida.

Assim, a biblioteca pode ter diferentes naturezas e finalidades, constituindo-se em tipos diferentes. Por exemplo, uma biblioteca de iniciativa popular que atende aos moradores de um bairro e provê a eles livros literários, acesso à Internet e oficinas de artesanato e artísticas pode ser considerada uma biblioteca comunitária. Por outro lado, uma biblioteca que atende um público universitário, no contexto de uma instituição de nível superior será tipificada como universitária.

Grande ou pequena, informatizada ou não, a administração de uma biblioteca necessita questionar sempre “Do que meu usuário precisa?”, “Será que meu usuário está satisfeito com os serviços que oferecemos?” e “O que podemos melhorar?”. É muito importante que uma biblioteca tem como o foco de sua atuação o usuário. A frequência do uso dos serviços e assiduidade são indicadores de que a biblioteca cumpre seu objetivo.

Nesse sentido, a administração da biblioteca deve preocupar-se com o planejamento de suas ações e estudar o perfil de seus usuários a partir de pesquisas para que dê boa consecução aos seus serviços. Uma boa estruturação inicia quando se estabelece um objetivo e diretrizes para serviços básicos como o de empréstimo domiciliar, por exemplo. É essencial que uma biblioteca antes seja constituída em seu regulamento para, em seguida, partir para prática.

Vale ressaltar que qualquer documento que direciona as atividades da biblioteca, não é estático. Esses documentos devem obedecer a dinâmica da biblioteca. Por se tratar de uma organização, seu crescimento ou retração é orgânico, como qualquer ser vivente.

 

 

A Biblioteca Espírita Semear

O Núcleo de Estudos Espíritas Sementeira de Luz, em Parnamirim, Rio Grande do Norte, possui uma biblioteca especializada em literatura espírita que passou uma reestruturação recentemente.

Chamada de Biblioteca Espírita Semear (BES), seu acervo é constituído de 200 títulos com quase 300 exemplares, cujo controle e catalogação se dava de forma manual, com o registro em tabelas criadas em processadores de texto e impressas. Seu sistema de classificação era próprio e consistia em grandes classes, representando o gênero literário das obras espíritas seguido de ponto e número de entrada do exemplar no acervo.

Um ponto da reestruturação da BES incluía a automação de seus processos a fim de aprimorar o controle do cadastro dos usuários e dos empréstimos domiciliares, além de facilitar a catalogação e obedecer a seus padrões internacionais. Por isso, foi realizado um levantamento de softwares livres para gestão de bibliotecas, sendo destacado para o projeto o BibLivre.

A Federação Espírita Brasileira havia publicado, de autoria de Geraldo Campetti Sobrinho, um manual para gestão de bibliotecas espíritas no qual era apresentado o código de Classificação Decimal Espírita (CDE). Por sua qualidade na representação temática das obras espíritas por classes, apoiando-se no tríplice aspecto da Doutrina Espírita, Filosofia, Religião e Ciência, foi estabelecido como um dos nossos padrões.

No aspecto físico, a BES também passou por uma reestruturação. Pensando na facilidade de acesso dos usuários ao acervo disponibilizado, a biblioteca foi instalada no salão principal do Núcleo de Estudos Espíritas Sementeira de Luz, onde são realizadas as palestras públicas, reuniões e estudos doutrinários. Desta maneira, os frequentadores dessa casa espírita, como também, seus visitantes visualizam as obras disponíveis sem muitas barreiras.

Para melhor organização dos títulos na estante, os separamos pelas conforme da CDE. Nisto, se viu a necessidade de aquisição de bibliocantos com sinalizadores, como também, de expositores para auxiliar na exposição dos títulos de maior representatividade, a exemplo dos livros que compõem a codificação espírita.

Na ocasião da reinauguração, que ocorreu no dia 18 de novembro de 2017, foi realizada palestra pelo bibliotecário responsável pela coordenação do trabalho de reestruturação, onde foram apresentados pontos sobre o processo de reestruturação da BES, sua política de desenvolvimento de coleções e empréstimo, ressaltando a sua função no âmbito da sua casa espírita. Também houveram apresentações culturais, a exemplo de uma peça teatral, cujo a temática era a importância o livro espírita e musicais. Entre os presentes, também foram sorteadas dois kits da codificação espírita enviados pelo Instituto de Difusão Espírita – IDE Editora.

Após a reestruturação, a BES tornou-se pioneira no processo de automação entre as bibliotecas espíritas no estado do Rio Grande do Norte, chamando a atenção de outras casas para a necessidade da otimização das bibliotecas existentes e a implementação de novas.

Para este ano, 2018, a equipe envolvida na reestruturação da Biblioteca Espírita Semear ainda terá muito trabalho pela frente. Serão realizadas oficinas, cujas já contamos com o apoio da Metalpox, e daremos apoio técnico-especializado para aquelas casas que desejarem melhorar suas bibliotecas também, criando uma rede de bibliotecas especializadas em literatura espírita no estado do Rio Grande do Norte. A primeira oficina a ser realizada ocorrerá no dia 10 de março de 2018, no Centro Espírita Irmãos do Caminho – CEIC, localizado na Rua Praia de Muriú, 9150 , Ponta Negra, Natal/RN.

As inscrições podem ser realizadas através do link: www.sympla.com.br/oficinabibliotecaespirita

Além disso, temos que monitorar como os usuários da BES se comportam diante de suas normas de funcionamento e desenvolver ações culturais.

Quando uma nova biblioteca floresce, toda uma comunidade se aviva. É muito importante olharmos para as bibliotecas de maneira especial por toda contribuição que podem promover nos eixos socioculturais. Mantê-las organizadas é garantia de que continuarão crescendo e inspirando outras iniciativas. Não importa o porte, não importa por quem é mantida. Toda biblioteca vale o empenho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não se vá...

Receba nossas
novidades.

Inscreva-se!

Inscrever
Não enviamos SPAM!