NORMA PADRÃO

Conheça a startup Norma Padrão

Startup presta serviços de normalização de trabalhos científicos

Produzir um trabalho acadêmico que obedeça a todas as especificações definidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é uma das maiores dificuldades dos pesquisadores. Pensando nisso, os estudantes de Biblioteconomia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Filipi Soares e Paula Ferraz criaram a startup Norma Padrão.

“Fora da Biblioteconomia, as pessoas acabam não dando muita importância para a normalização, mas ela é de fundamental importância na hora da publicação e catalogação dos trabalhos”, diz Paula. Para oferecer esse serviço com qualidade, os dois sócios estudaram e atuaram bastante na área, seja em monitorias voltadas para alunos da UFMG ou por meio da prestação de serviços para terceiros. “Esse é um trabalho específico que nós, bibliotecários, estamos muito bem preparados para realizar.”

Para ela, os grandes diferenciais da Norma Padrão são a metodologia de trabalho, que preza pela eficiência e meticulosidade, e o suporte oferecido ao cliente, que pode acompanhar todo o processo, conforme cronograma previamente estabelecido. A startup também oferece consultoria para bibliotecas, voltada principalmente para as fiscalizações do Ministério da Educação.

Ainda de acordo com a bibliotecária, as expectativas são as melhores para esse ano. “O mercado é grande. Esse tipo de serviço que prestamos pode ser feito de forma virtual, então, esperamos crescer bastante em 2018.”

Norma Padrão
Endereço: Rua dos atleticanos, 767 – Milionários – Belo Horizonte/MG
E-mail: [email protected]
Telefones: (31) 98323-9393 (Paula Ferraz) e (31) 98642-4933 (Filipi Soares)

FONTE: Blog CRB6

Não se vá...

Receba nossas
novidades.

Inscreva-se!

Inscrever
Não enviamos SPAM!